O São João é muito reconhecido pelo período de festividades, onde todos comem alimentos a base de milho e aproveitam bastante para arrastar o pé com as cantigas. O que muita gente não sabe é que dá para aproveitar a data dentro das práticas pedagógicas.

Todas as oportunidades de aprendizado por parte do aluno devem ser aproveitadas ao máximo, fazendo com que eles tirem o melhor das datas comemorativas e não apenas o significado “popular” delas. Por isso, entender como o São João pode ser adaptado para práticas pedagógicas é fundamental.

A importância da festa junina

Festa junina brasileira Foto Premium

Além do fato de que a festa junina é muito tradicional dentro das escolas, essa é uma manifestação cultural de extrema relevância para marcar os percursos históricos das mais diversas regiões de todo o Brasil.

Por isso, indo um pouco além do simples desenvolvimento de atividades lúdicas, também é necessário demonstrar o quão rica e valiosa é a data, utilizando do conhecimento dos professores para mostrar aos alunos como o São João pode ser relacionado com as disciplinas ensinadas.

Com a realização da festa junina na escola, é possível fazer com que haja uma maior interação entre os alunos, proporcionando um desenvolvimento emocional e social entre eles para que saibam como lidar com novas pessoas a sua volta, além de exercer respeito e cidadania. 

Por fim, o São João ainda permite o desenvolvimento da empatia por parte dos alunos, visto que, por meio dele, será possível aprender sobre as diferentes regiões do país e o quão importante é a tolerância entre diferentes culturas.

Quebrando a ideologia do “homem do campo”

Festa Junina

Com o processo de urbanização ocorrido de maneira muito voraz no Brasil, é muito comum que as crianças e os adultos que fazem parte de uma mesma família, acabem por não ter um grande contato com aquelas pessoas que vivem no campo.

Com esse distanciamento, é muito possível que haja um surgimento de estereótipos prejudiciais para a imagem do homem do campo, não apenas como suas características físicas, mas também com as temperamentais.

A festa junina pode ser o momento perfeito para fazer com que as crianças entendam que as coisas não são bem assim e que o personagem “caipira” não passa de uma caricatura. Os próprios professores de História, presentes no evento, podem falar a respeito.

Além disso, também é válido passar que o homem do campo tem um papel fundamental na produção de alimentos e que isso não fica apenas no meio rural, como também se espalha pelas cidades, abastecendo hipermercados e supermercados.

Entendendo o contexto original 

Celebração tradicional brasileira festa junina. festa de são joão. Vetor Premium

Aproveitando a oportunidade da formulação da festa junina, é possível ensinar aos alunos sobre conhecimentos gerais de história, geografia e cultura, as quais dizem respeito à origem da festividade e como ela se relaciona com os brasileiros em sociedade.

Em um contexto mais específico, os professores ainda podem utilizar a festa junina para mostrar o quão diverso é o país e que as suas várias regiões possuem formas e razões diferentes de comemorar a data. Criar um painel com as características da festa em várias regiões também é válido.

Por fim, explicar o sentido original da festividade, que tem origem nas celebrações para agradecer a colheita realizada no meio do ano, é importante para que os alunos obtenham um repertório cultural ainda mais amplo e rico.

A festa de São João é um resgate à cultura nacional que estava perdida. Por isso, quando a escola estimula os alunos a participarem desse festejo, criamos uma geração mais informado e com noção de responsabilidade cultural. 

Gostou desse conteúdo? Visite nosso perfil do Instagram para ver mais!

Sobre o(a) autor(a): Colégio Extensivo

Compartilhe

Deixar um comentário

Artigos relacionados

Leia tudo em nosso blog