As crianças e jovens da nova geração tem um papel muito importante na preservação do meio ambiente e na criação de um mundo mais sustentável. Com os ensinamentos certos, é possível refletir sobre nossas ações no planeta e adotar hábitos mais saudáveis a fim de controlar o impacto dos problemas ambientais no futuro.

Em uma época em que muitas pessoas relevam as ações humanas nas mudanças climáticas e acabam “ignorando” os efeitos cada vez mais notáveis do aquecimento global, a jovem Greta Thunberg, de apenas 17 anos, tem causado um impacto importante e se tornou exemplo para uma geração preocupada com as questões ambientais.

Nascida em Estocolmo, Greta disse que a primeira vez que ouviu falar sobre as mudanças climáticas foi aos oito anos, durante as aulas do ensino fundamental. A partir daí, ela passou a se aprofundar no assunto e, aos 15 anos, deu o pontapé inicial como ativista da causa, quando passou a protestar todos os dias na frente do Parlamento Sueco.

Nos últimos meses, a jovem virou tem causado grande comoção pelo mundo e virou porta-voz de jovens preocupados com as mudanças climáticas por cobrar que autoridades combatam o aquecimento global. A sueca se tornou um importante símbolo para a o movimento e seu impacto tem inspirado milhões de crianças em idade escolar por todo o mundo a aderir à causa. A chamada “Geração Greta” constitui um novo grupo de jovens preocupados com o futuro do planeta e que podem ser uma esperança para reverter os efeitos do aquecimento global.

Em janeiro, Greta e o seu movimento intitulado #FridaysForFuture (Sextas-feiras pelo Futuro), iniciativa que promove encontros para ampliar a conscientização sobre o problema, foram indicados pela segunda vez ao prêmio Nobel da Paz. “Greta Thunberg é ativista climática e a principal razão pela qual merece o prêmio Nobel da Paz é que, apesar de sua juventude, não deixa de alertar os líderes da crise climática”, escreveramm Jens Holm e Håkan Svenneling, deputados do Partido da Esquerda no parlamento, em um e-mail enviado ao Comitê Nobel da Noruega.

Sobre o(a) autor(a): Colégio Extensivo

Compartilhe

Deixar um comentário

Artigos relacionados

Leia tudo em nosso blog